Páginas

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

DIA NUBLADO
Mais um dia nublado,
E meu coração calado,
Não por não ter o que dizer, 
Mas com medo de sofrer.
Sofrer ao falar o que sente,
Ao mostrar o sentimento inerente,
Ao se entregar a esse amor inconsciente,
Em uma atitude inconsequente.
Há tantas dúvidas,
Tantos altos e baixos,
Tantas idas e vindas,
Que no máximo ele fala baixo.
E por não saber o que fazer,
Continua calado,
Sufocado,
Em mais um dia nublado. .
FÁTIMA CRISTINA SANTOS
06/11/2016