Páginas

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

REFLEXÃO ATÉ AONDE DEVEMOS DIZER A VERDADE A UMA PESSOA

Ouço sempre a frase "a verdade é libertadora",mas, às vezes,me questiono até aonde temos o direito de sermos tão sinceros com as pessoas.
Já me peguei em algumas situações que fiquei em dúvida, por ter sido tão sincera com certas pessoas,porque elas ficaram tristes e desoladas e eu também por ver-las assim.Quando dizemos uma verdade a uma pessoa sempre queremos o bem da pessoa mas, às vezes, a reação é tão forte e o sofrimento trazido é tão grande,que ficamos cheios de dúvidas.Lógico que podemos omitir a verdade para não deixá-las tristes,mas aí estaremos sendo amigos de verdade?
Ser amigo é difícil,é sempre estar entre a cruz e a caldeirinha.
É uma arte ser amigo e ter sempre que procurar o melhor momento,para dá um toque a aquela pessoa que está tomando o caminho errado,que está se iludindo com aquela pessoa que ela acha o máximo,ter que segurar a mão nas horas de sufoco,fazer ri quando a pessoa está se afogando em lágrimas e por aí vai...
Mais também têm seu lado bom é claro,do companheirismo,as partes divertidas,afinidades e cumplicidades que muitas vezes não temos nem com parentes de sangue.Mas seja como for, ser um bom amigo é muito bom e gratificante.



FATIMA CRISTINA SANTOS