Páginas

sábado, 11 de janeiro de 2014

    ENTRE O QUERER E PODER.

Vivo em constante querer e poder,
Entre o pensar e o não fazer,
Entre o coração mandar,
E a consciência não deixar fazer,
Entre me poldar,
Ou pagar para ver,
Entre o realizar,
Ou deixar por fazer,
Sei o que quero,
Mas nem tudo que quero,
Posso ou devo fazer,
Entre essa guerra,
Da consciência e coração,
Vou pedindo perdão,
Por não saber o que fazer,
E vou sofrendo as consequências,
Das minhas indecisões,
Ou será no fundo uma falta de opção?
O meu coração doe,
Por não poder me entregar,
Já a consciência,diz;
É melhor deixar como está,
E nessa indecisão,
Vou pedindo perdão,
Por não saber que caminho tomar...


(FATIMA CRISTINA SANTOS)