Páginas

segunda-feira, 1 de julho de 2013

CONTO—EM UMA TARDE DE VERÃO...


...sonolenta e cansada resolvi deitar-me,para descansar.Havia sido uma manhã divertida e muito agitada com amigos na praia na parte da manhã.O calor daquele dia estava muito forte,creio que seja por isso que me cansei tanto,deitei e dormi,quanto tempo ao certo não sei... Derrepente senti aquela mão deslizando em meu corpo,fuidespertando aos poucos,sem saber ao certo o que estava acontecendo(mas devo confessar que estava gostando ,meu corpo se arrepiou quase de imediato). Conforme fui me virar,ele me segurou firme,naquela posição.Foi então que senti sua respiração ao beijar minha nuca,e o calor de seu corpo junto ao meu e o quanto me desejava. Eu estava ali,presa em seus braços,meu corpo estremecia num misto de supresa,medo e desejo,gostado e aceitando aquelas carícias,apesar de até aquele momento não ter conseguido ver o rosto daquele homem... E como as supresas daquela tarde de verão pareciam não ter limites,ele me vedou os olhos,e começou a me despir,e ao mesmo tempo beijar meu corpo,começando pelo pescoço e foi descendo,aos poucos lentamente,com aquela boca,quente e úmida. Fiquei cada vez mas excitada e enlouquecida,querendo mais e aproveitando cada carícia sem me importar com mas nada,só em me entregar aquele momento de luxúria. E assim foi,depois de tantas carícias e beijos ardentes,nos tornamos um só corpo,uma extensão um do outro,num frenesi alucinante,até o ponto máximo do prazer. Após tanta loucura cai exausta e adormeci,o rosto daquele homem que me proporcionou tanto prazer não vi,mas poderia ser qualquer um... (DIÁRIO DE SOPHIA SC)