Páginas

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

POEMA—COMO QUERIA SER...


*Como queria ser, Uma folha ao vento, Em dia de tempestade, Para ser carregada para outro lugar* *Como queria ser, Um objeto qualquer, Para ser carregada por um tsunami, E ser arrastada para o mais longe que, As forças de suas águas podessem me levar.* *Como queria ser, O vento que muda sua direção, Ao seu bel prazer, Sem aviso, Sem destino.* *Mas sou uma árvore, Muito bem enraizada, No qual a ventania e a tempestade, Arracam parte de minhas folhas(sonhos), Para nascerem outras no lugar.* *No qual o tsunami, No máximo me enverga, Mas não me arranca do lugar*. *Pois sou forte,forte até demais, Pois sou muito enraizada.* *Mais como queria ser....* No máximo arracam parte de minhas folhas(sonhos),